De dedo, parentesco e negocinho

  A ficção por aqui rasgou o contrato do aluguel, pagou a multa com um último conto, pintou as paredes e desligou a ...

Noites de Teresa

  São tantos e tão poucos tem noção De como se inaugura uma nação Não é bem com ...

Pausa-pulsante: o devir dos livros na tempestade

  As perguntas sobre o novo real na produção literária e no segmento editorial parecem ser as bússolas de que ...

Um ar-condicionado carioca

  Homem azul Três horas da tarde o sol desce ao bairro. Amarelo, da ladeira do Leme às artérias que desaguam na Avenida Atlântica, encontra ...

Dante no purgatório

  zszszszszszszszszszszszszzszszs 1- FILA DE ENTRADA Pra chegar ao guichet do Purgatório Beatas esfolam os pés no pe ...

No futuro a literatura perderá o medo da morte

  Ouço uma voz ao fundo: “quem foi que disse que a literatura algum dia teve medo da morte? Só ficcionistas e poetas ...

passado, presente e?

  130 dias de isolamento. mais de 80000 mortos, pelos dados que a mídia conseguiu reunir. o governo central disse que já n& ...

O futuro é o nosso sol

  O povo que sabe de onde vem sabe para onde ir” - Filosofia Bakongo   É desafiador pensar o futuro diante das in ...

Jacó fiel à amada

“Sete anos de pastor Jacob servia Labão, pai de Raquel, serrana bela; mas não servia ao pai, servia a ela, e a ela s&oac ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2020 REVISTAPESSOA.COM