Tânia Ganho

Nasceu em 1973, em Coimbra. Licenciada em Línguas e Literaturas Modernas, trabalhou durante vários anos em legendagem para televisão e cinema. Foi assistente convidada na Universidade de Coimbra, onde leccionou tradução literária, área a que se dedica há mais de 20 anos. Traduziu autores como Angela Davis, Siri Hustvedt, Maya Angelou, Leila Slimani, Chimamanda Adichie, Amor Towles, David Lodge e Alan Hollinghurst, entre muitos outros. É autora dos romances A Vida sem Ti (2005), Cuba Libre (2007), A Lucidez do Amor (2010) e A Mulher-Casa (2012) e tem vários contos publicados na revista Egoísta. Em 2012, ganhou o primeiro prémio na categoria internacional do Concurso de Contos Cidade de Araçatuba, no Brasil. Depois de ter vivido em Inglaterra, na Alemanha e em França, reside actualmente em Lisboa. Apneia é o seu mais recente romance (Casa das Letras, Julho 2020).

Recomendado

Canibalismo

2020-12-09
Desassossego
  Ele parecia um marido tão ciumento que exigia que a sua mulher tivesse os mesmos sonhos que ele. Mishima, Neve na Primavera     Ele enf ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM