António Gonçalves

António Gonçalves (Lisboa, 1953-). Traduziu, do francês, obras de, nomeadamente: Roland Barthes, Restif de la Bretonne, Maurice Duverger, Le Corbusier, Dan Franck, Serge Halimi, Samir Kassir, Agota Kristof, Félicien Marceau, Gérard de Nerval e Paul Veyne; e do espanhol, obras de, nomeadamente: Rafael Chirbes, Jesús Díaz, García Márquez, Adelaida García Morales, Juan Mayorga, Muñoz Molina, Vázquez Montalbán, Manuel Mujica Láinez, Juan José Saer, Javier Tomeo e Gonzalo Torrente Ballester. De Juan Mayorga, traduziu uma dezena de peças de teatro, e de Gonzalo Torrente Ballester, uma dúzia de romances e contos. A sua tradução da trilogia Os Prazeres e as Sombras, deste último autor, recebeu o Grande Prémio de Tradução do Pen Clube  Português e da Associação Portuguesa de Tradutores de 1999. Entre 1994 e 2018, foi tradutor no Parlamento Europeu.

Recomendado

Para quando a próxima pedra, Estevão?

2020-11-16
Terceiro Caderno
  There are no grapes upon your vine (…) And there are no diamonds in your mine L. Cohen   Em outubro de 2016 – quando começava a pr ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM