Elvira Vigna

Elvira Vigna é escritora e desenhista. Nasceu em 1947, no Rio de Janeiro e atualmente mora em São Paulo. Formada em literatura pela Universidade de Nancy, na França, é também mestre em comunicação pela UFRJ. Seu romance Nada a dizer, publicado em 2010 pela Companhia das Letras, recebeu o prêmio de ficção da Academia Brasileira de Letras.
Site oficial: http://vigna.com.br Twitter oficial: @elviravigna
Recomendado

Vila Riso, Rio de Janeiro (meados de 2002)

2016-09-28
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Não era meu amigo, o Gerd Bornheim, embora eu gostasse muito dele e, acho, ele de mim. Nos conhecemos em um caminho profissional cruzado e o sorriso dele, sempre meio a ...

Haddock Lobo com Antônio Carlos (primeiro semestre de 2008)

2016-08-23
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Eu tinha acabado de me mudar pra São Paulo e ainda estava naquela ilusão de que paulista passa na casa da gente. Nem minha prima do edifício ao lado. & ...

Porto Alegre, 25/10/2012

2016-08-02
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Olha, só avisando. Um mau-humor desgraçado. E claro que é culpa do Temer, de quem mais. Pincipalmente, pelo menos. Então escolhi o assunto: vou fal ...

Poços de Caldas (férias escolares de julho de 1956)

2016-06-28
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Em 1956, Juarez Távora, um militar fascistão em ostracismo temporário, pescava sem isca e levei quarenta anos de militância na área cultural ...

Paraty (junho de 2016)

2016-05-30
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Festa de aniversário na casa da minha mãe, cheia de atores da TV Globo porque nessa época minha irmã anda com gente da TV Globo. Aí tem essa ...

FNAC da Paulista (março de 2012)

2016-05-02
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Você fala Irmãos Karamazov, entram música e luz indireta, e o cara solta: "Sim! É mesmo interessante refletir sobre comunidades reminiscente ...

Elevador da Gastão Bahiana (1980)

2016-03-29
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Esse "morrendo" é ele próprio um "morrendo" porque comecei a escrever durante a passeata contra a Dilma do dia 13/03 e fiquei meio enrolada: ...

Pacaembu, 11/11/2013

2016-03-01
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Estou com um saco de batatas nas mãos e um vestidinho novo. Tenho de explicar as batatas e não o vestidinho novo porque, afinal, estou indo prum evento em minha ...

Caiabu

2016-01-25
morrendo de rir: minha vida de intelectual
O problema do prêmio é a cara. Se você ganha tem de fazer cara de surpresa porque você não estava esperando. "Imagina..." E se ...

Entre bife e entrecôte

2015-11-13
morrendo de rir: minha vida de intelectual
São Francisco Xavier, 05/04/2014. Digo que quero um bife. E pode trazer a cerveja antes, por favor. Só falta chamar a polícia. O estabelecimen ...

Gotemburgo, 26/09/2015 (primeira parte)

2015-12-02
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Há dois tipos. Os que falam da infância em Botucatu na casa da tia Conchita - pobrinha, é verdade, mas legal porque deu a eles a consciência social t ...

Gotemburgo, 26/09/2015 (segunda parte)

2016-01-02
morrendo de rir: minha vida de intelectual
Então mando mais um email, agora num tom já francamente de pânico. Porque querem que eu vá pra Suécia via Papua-Nova Guiné. Peguei ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2017 REVISTAPESSOA.COM