Imagem Leprevost.jpg

Uma simples pergunta à queima-roupa



2014-10-10

Convidamos o poeta, dramaturgo, contista, músico, ator e diretor teatral Luiz Felipe Leprevost para responder em poucas palavras, qual poema para ele é um monumento, um rio e um mar. Leprevost nasceu em Curitiba, Paraná, em 1979. Formou-se em Artes Cênicas pela Casa de Artes de Laranjeiras (CAL), no Rio de Janeiro, e transita entre a poesia, o conto e o romance. É autor do livro/CD Fôlego (2002) e dos livros Tornozelos Deitados (2005), Cecília Roendo as Unhas (2005), Ode Mundana (2006), Pífio, monólogos dos psicotrópicos que não fazem mais efeito (2007), Inverno dentro dos Tímpanos (2008), “E se contorce...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Carlos Henrique Schroeder

É autor de Ensaio do vazio (7Letras, 2007), adaptado para os quadrinhos; da coletânea de contos As certezas e as palavras (Editora da Casa, 2010), vencedora do Prêmio Clarice Lispector, da Fundação Biblioteca Nacional, e do romance As fantasias eletivas (Record, 2014), em adaptação cinematográfica e lançado na Espanha pela Maresia Libros. Este livro também foi leitura indicada nos vestibulares UFSC, UDESC e Acafe nos anos de 2016 e 2017. Publicou também História da chuva (Record, 2015), obra contemplada pela bolsa Petrobras Cultural. Em 2020 lançou Aranhas (Record), com narrativas breves inspiradas em espécies de aranhas. Tem contos traduzidos para o inglês, alemão, espanhol e islandês. 

 




Sugestão de Leitura


Uma simples pergunta à queima-roupa

Convidamos o poeta, músico e editor Ricardo Silvestrin para responder em poucas palavras qual poema para ele é um monumento, um rio ...

Uma simples pergunta a queima-roupa

Convidamos a poeta, tradutora, ensaísta e professora universitária Lucila Nogueira para responder em poucas palavras qual poema para ela é um mon ...

Uma simples pergunta à queima-roupa

Convidamos o poeta, tradutor e fotógrafo Ricardo Pozzo, para responder em poucas palavras qual poema para ele é um monumento, um ri ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM