Imagem 1615286109.jpg

Longo trecho em declive, seu destino à esquerda

Foto: Jake Blucker



2021-03-09

Ele dorme em qualquer lugar. Foi sempre assim, desde criança, essa habilidade para se desligar do que quer que estivesse acontecendo em volta, os ruídos, os cheiros, um estranho ou sua mãe repetindo o seu nome cinco, quinze vezes. Emerson. Emerson. Emerson. Acorda, cacete. Mas o Emerson nem nada.

 

Você sai de casa sem a menor ideia de que aquele é o dia. Era só a farmácia. Neosaldina, cotonete, vitamina C - em cápsulas, comprimidos mastigáveis ou aqueles que fazem bolhas na água e depois dentro do nariz e do estômago. Na fila do caixa você olha os seus sapatos, que talvez te machuquem um pouco, mas provável que não, são sapatos de ir ali. Meio atrás da sua cabeça, por entre os corredores repletos de ovos de Páscoa (Não era uma farmácia? Não é março?) uma conversa começa a chamar a atenção, porque se aproxima de você e...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Marcela Dantés

Nasceu em Belo Horizonte, é formada em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais e pós-graduada em Processos Criativos em Palavra e Imagem pela PUC-Minas. Seu livro de estreia, a coletânea de contos Sobre pessoas normais (Ed. Patuá), foi semifinalista do Prêmio Oceanos. Em 2016, foi a autora residente do FOLIO - Festival Literário Internacional de Óbidos, em Portugal. Em 2020 lançou seu primeiro romance, Nem sinal de asas (Ed. Patuá). Fotografada por Rafael Motta.




Sugestão de Leitura


O amor de um pombo furta-cor

  O pombo não era adorável (eu também não sou). Ele não fazia o que ele estava fazendo de um jeito ado ...

Quarenta mil pés

  Dentro de um avião depois de dois anos e quatro meses. Viajando sem o meu filho depois de nunca, essa é uma primeira vez ...

Essa escova de dentes

  não combina com o meu sapato. Eu li oito poemas na mesma noite e acho que essa foi uma primeira vez. E os poemas eram bons, os malditos poem ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM