Imagem 1588338235.jpg

A rua

Imagem do acervo do autor



2020-05-01

Num jornal da Nova Zelândia um colunista escreve um texto longo sobre a volta dos pássaros às ruas de Wellington. Aqui do alto, no entardecer, as gaivotas migram às dezenas, de um lado para outro. A tarde agora também é muda, o que abre espaço para que o céu fique ainda mais vermelho.

 

Pombos

Não tenho certeza se ainda há nos arredores da Estação Siqueira Campos a senhora de vermelho. Se veste com umas amarras de pano vermelho, calça vermelha e blusa vermelha. As amarras vez estão na cabeça, vez nos braços, ou desamarradas, enroladas ou dobradas em alguma bolsa. Uma certa manhã, subia eu pelo miasma das escadas rolantes, admirando o vento e a velha crosta negra nos cantos, criada pelos pombos. Pensava na multidão confusa de pombos da região, talvez regidas por algum pombo, pensei na possibilidade de um pombo rei. Uma vez em Santos-o-Velho, assisti uma revoada de pombos no inverno,...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Mariano Marovatto

Mariano Marovatto nasceu no dia primeiro de abril de 1982, no Rio de Janeiro. Escreveu livros como Estirâncio (7Letras, 2019), Casa (7Letras, 2015) e Vinte e cinco poemas com Chico Alvim (Luna Parque, 2015), e gravou alguns discos, entre eles: Praia (Maravillha 8, 2013) e Selvagem (Embolacha, 2016). Como pesquisador e arquivista literário, foi responsável, entre outros trabalhos, pela organização do acervo do escritor e compositor Cacaso e pela pesquisa de inéditos e estabelecimento de texto da Poética de Ana Cristina Cesar. Recentemente organizou Os Fantasmas Inquilinos, antologia de poemas de Daniel Jonas (Todavia, 2019) e a versão em português de Silêncio de John Cage (Cobogó, no prelo). Doutor em literatura brasileira pela PUC-Rio, Mariano foi também apresentador e roteirista do programa musical Segue o som na TV Brasil entre 2009 e 2016. Toda a sua produção está disponível aqui




Sugestão de Leitura


Escrever é também tudo isso

  Ursula Ursula uma vez me disse que Alexandre, O Grande, em algum lugar no meio da Índia, sentou e chorou porque se deu por ve ...

A consciência ancorou no espaço

  Nux vomica Antes de adentrar o shopping ele devolve o nariz à máscara. Faz silêncio ao passar pela nave principa ...

O fim do mundo é bonito

  O hipocampo No céu branco desponta um clarão por trás dos edifícios virados para a praia. De cor laranja ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2021 REVISTAPESSOA.COM