Imagem 1565177274.jpg

Dó, masculino

Imagem: dicionário Aurélio



2019-08-05

Quem é que vai dizer, hoje, em língua de rua, que , essa coisa lamentosa e sensível que a gente vive sentindo, é palavra masculina e precisa de concordância de gênero? Quase ninguém. Só minha mãe, que é suficientemente importante para mim, mas que nem sempre obedeci, claro.

 

Só conheço a minha mãe que fala um dó, assim: “Nossa, me deu um dó daquele moço... tão jovem e tão doente”. Só ela. E não bastasse ela dizer no masculino, conforme dicionários e gramáticas ensinam, dona Carmen ainda sai por aí a corrigir os outros. Delicadamente, mas corrige sim. E mais ainda aos filhos, nem sei quantas vezes. Só posso concluir que tenho dó dela. Dona Carmen sofre. E muito. Porque todo mundo que eu conheço fala é uma dó, assim: “Me deu uma dó danada daquela mulher... que vê todo mundo falar errado”.

Bom, espiando um dicionário bom, a...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Elisa Ribeiro

Ana Elisa Ribeiro nasceu em 1975, em Belo Horizonte, cidade onde vive. É autora de livros de poesia, conto, crônica e literatura infantojuvenil, por diversas editoras brasileiras. Bacharel e licenciada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também se formou mestre e doutora em Estudos Linguísticos.É professora e pesquisadora nos campos da Linguística Aplicada e da Edição, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.




Sugestão de Leitura


Menos otorrino, mais linguista

  “O que você faz?” “Sou professora.” “Ah, é? De quê?” “De portuguê ...

Aqui, dá uma lidinha nisto?

  Psiu, oi, não é a primeira vez (e nem será a última) que me declaro uma amante dos estudos de morfologia ou ...

Meu pequeno dicionário aleatório

  Pelanca. Estribado. Saliência. E além dessas palavras e alguns exemplos de uso, expressões como “jogar de gri ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM