Imagem 1554998806.jpg

Antes de entrar neste texto, verifique se o mesmo...

Foto: Franck V



2019-04-10

Continuo colecionando fotos das plaquinhas de elevador. Dia desses, um amigo me mandou uma inbox. Lembrou-se de mim e ampliou minha coleção. Hoje em dia, faço as contas e concluo: para cada 100 placas, 99 usam o mesmo como elemento coesivo, como pronome. E mesmo que eu implique com isso – eu e outras tantas pessoas que preferem pronomes com mais jeito de pronomes, mais simples, mais diretos, menos versáteis, menos miméticos, menos malandros, menos marotos –, é bom saber que o mesmo tem como se defender.

 

Eu acho bonitinho aquele negócio de classes de palavras. Gostava das aulas do ensino fundamental – que nem tinha esse nome na minha época – e ficava pensando nisso enquanto lia dicionários. Na faculdade é que as classes de palavras começaram a me incomodar e até a me estressar, em especial depois das aulas do Rochinha ou do Perini. É quando o mundo da gente, que parecia tão pacato, de repente fica turbulento por influências externas.

Vamos lá, vamos tentar: defina substantivo. Já tentou explicar isso a alguém? “É um tipo de palavra que dá nome às coisas”. Aí vem uma criança esperta, de seis anos, e pergunta assim: “Mas qual palavra não dá nome a alguma coisa que a gente seja, faça ou esteja?”. Afemaria, essas crianças inteligentes são perigosas.

Estou dizendo isso apenas para implicar com o mesmo, que foi, faz tempo, um advérbio que queria enfatizar algo. Era o que caía na prova da gente, lá pelos idos da...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Elisa Ribeiro

Ana Elisa Ribeiro nasceu em 1975, em Belo Horizonte, cidade onde vive. É autora de livros de poesia, conto, crônica e literatura infantojuvenil, por diversas editoras brasileiras. Bacharel e licenciada em Letras pela Universidade Federal de Minas Gerais, onde também se formou mestre e doutora em Estudos Linguísticos.É professora e pesquisadora nos campos da Linguística Aplicada e da Edição, no Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais.




Sugestão de Leitura


Como soa seu português?

  Chegamos ao balcão da recepção do hotel em São Paulo. Entrei na frente porque eu fizera a reserva. As duas ...

Pontuação, ponto

Há pelo menos três décadas, temos investido nosso tempo em pesquisas sobre linguagens e tecnologias digitais. Muita coisa j&a ...

Expressões que dão sono, coceira e outros lances

  Estava lendo a chamada de um evento interessante a ocorrer no Brasil. Todo começo de ano é isto: tentando planejar as via ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM