Imagem 1527682600.jpg

Jorge, um brasileiro

Foto: Robson Hatsukami Morgan



2018-05-30

 

Jorge não é modelo de coisa nenhuma, a não ser de um apego maníaco ao trabalho e de um orgulho vicário pelo sucesso do patrão, que por sinal não está nem aí para ele.

Pense num Riobaldo caminhoneiro. Agora, pense num Riobaldo que não tenha grandes coisas a dizer: sem metafísica, sem experiência profunda dos eventos humanos, incapaz de amores inesquecíveis e de formular perguntas intrigantes. Aí está, pouco mais ou menos, Jorge, um brasileiro (1967), elogiadíssimo romance de Oswaldo França Júnior.

Para começar, por que “um brasileiro”? As desventuras do narrador não são propriamente exemplares da situação do brasileiro comum na época, com o país bem no centro da Guerra Fria, do ladinho do Vietnã. A não ser que se cave bem mais fundo na interpretação, caso em que talvez se possa encontrar o veio de uma cumplicidade sabuja com a mais deslavada exploração capitalista. Sim, porque o senhor Mário, patrão de Jorge, é antes de mais nada um típico empresário-meteoro: olho de lince para vislumbrar oportunidades de lucro – de preferência à custa do Estado – e garras de harpia para extrair a preço vil a energia vital de seus empregados.

Quanto ao enredo, trata de uma viagem à qual Jorge vai entremeando lembranças...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Eloésio Paulo

Nasceu em Areado, Minas Gerais. Doutorou-se em Letras pela Unicamp em 2004. Publicou Literatura e ideologia em dois romances dos anos 1970 (2014), Os 10 pecados de Paulo Coelho (2007) e Teatro às escuras (1997), além dos livros de poemas Primeiras palavras do mamute degelado (1990), Cogumelos do mais ou menos (2005), Inferno de bolso etc. (2007), Jornal para eremitas (2012) e Homo hereticus (2013). Foi resenhista de O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e O Globo. Pela editora Dubolsinho, publicou em 2010 Parque de impressões, poemas para crianças. No site da revista Pessoa, Eloésio publica resenhas de romances dos séculos XIX e XX, que integrarão seu próximo livro, o Pequeno guia do romance brasileiro.




Sugestão de Leitura


Sonhos D'Ouro

  A heroína Guida Soares, imersa em sua frivolidade de menina mimada e riquíssima, recusa o Romantismo por quimérico ...

Mad Maria

  Ressalvado o desnível abissal dos estilos – pois Márcio Souza escrevia num tempo em que se tornava permissív ...

O sertanejo

  Há quem veja o regionalismo de José de Alencar como um progresso rumo ao romance realista. A tese é um pouco duvid ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2018 REVISTAPESSOA.COM