Imagem 1506600802.jpg

Joaquim Cardozo: a fala de fora dos homens

Imagem: reprodução



2017-09-25

Alguns dos escritos de Joaquim Cardozo o levam a ser considerado pela crítica como o “poeta que melhor executou um projeto urgente à época, ou seja, o aparecimento do signo não verbal”. Tais inventos não se reduzem a meras acrobacias semióticas. Sua inquietação quanto ao uso do poema como elemento de transformação justifica-se também pelo seu engajamento social, ele que se afirma homem marcado em país ocupado pelo estrangeiro, mas que traz “das águas/A substância/Da claridade”.

 

Joaquim Cardozo (1897-1978) foi um poeta, dramaturgo, engenheiro, matemático e o calculista de um dos mais arrojados empreendimentos arquitetônicos do século XX: a cidade de Brasília. Nasceu em 1897, no Recife, Nordeste brasileiro. Chargista de jornal aos 15 anos, topógrafo e um dos engenheiros responsáveis pela introdução da arquitetura moderna na sua cidade. Aos 42 anos, perseguido por motivos políticos, foi expulso do serviço público do estado de Pernambuco. Transferiu-se para o Rio de Janeiro, então capital do país, e ali passou a integrar a equipe do SPHAN, Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Em 1941, iniciou sua colaboração com Oscar Niemeyer e, a partir de 1956, passou a dirigir a equipe de calculistas responsável pelas obras da edificação da cidade de Brasília.

A poesia de Joaquim Cardozo somente foi publicada em livro em 1947, na ocasião do aniversário de seus 50 anos, graças à iniciativa de amigos, entre eles os poetas Carlos Drummond de Andrade – autor do prefácio – e João Cabral de Melo Neto....

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Everardo Norões
Everardo Norões é escritor, poeta, contista, cronista e tradutor. Radicado no Recife, ele tem nove livros publicados e poemas traduzidos para o espanhol, inglês, francês, italiano, catalão e quéchua. Tem contos publicados em várias revistas, como a Granta. Em 2014, ganhou o Prêmio Portugal Telecom na categoria Contos. 



Desenvolvido por:
© Copyright 2017 REVISTAPESSOA.COM