Imagem 1490618884.jpg

Silêncio

Niura Belavinha – Sem título



2017-03-28

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Ana Vidal
Ana Vidal (Lisboa, 1957) estudou Comunicação, Marketing e Publicidade e já foi jornalista, copywriter, cronista, letrista e outros istas, que uma mulher não cabe numa só pele. Brinca com palavras desde que se conhece, por gosto, impulso e necessidade de equilíbrio. É apaixonada pelo universo da lusofonia, no âmbito do qual gosta de desenvolver projetos. Outras paixões são o mar, as viagens, a música e a cozinha. É membro da Sociedade Portuguesa de Autores e do Pen Clube Português. Tem três livros publicados (nas áreas de poesia, conto e antologia) e outros tantos a fervilhar. Vive em Sintra. Na sua coluna para a revista Pessoa trabalhará o diálogo entre a literatura e as artes plásticas lusófonas.



Artigos Relacionados


Medusas

Mulheres Cruzam, destemidas, os sete mares de todas as incompreensões. Conhecem de cor cada traço do rosto da injustiça, ...

Vórtice

Vivemos depressa demais, ansiosos e vorazes, no permanente temor de perdermos comboios e lugares ao sol se nos detivermos para respirar. Para pen ...

A view with no room

Teremos sempre Florença, dirás. E quem sou eu para contradizer-te, se podemos ser, para sempre, dois sôfregos Botticellis lus ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2017 REVISTAPESSOA.COM