Imagem 1490618594.jpg

Verão no Aquário

gabesonanosebag



2017-03-27

Segundo romance de Lygia é narrado por moça de classe média em crise existencial

 

O título do segundo romance de Lygia Fagundes Telles repete o mistério do primeiro: Verão no aquário (1963) é expressão que condensa certo toque de poesia presente em diversas passagens do enredo, como emoldurando em ouro uma tela não muito brilhante. O tema do livro é meia dúzia de burgueses em crise existencial e, quase sempre, falando em filosofês de almanaque.

Raíza, a narradora, é uma moça de vinte e poucos anos. Já na primeira página dá a conhecer os atores principais de sua crise: o pai já falecido, que lhe aparece em sonhos; a mãe, com que mantém uma problemática relação de amor e ódio; e André, que ela imagina poder impedir que se torne amante daquela. Raíza descreve a mãe, uma escritora, como um ser o tempo todo envolto nas brumas olímpicas da criação literária. As tentativas de aproximação entre elas são sempre abortadas pela rivalidade surda cujo objeto é André, rapaz pobre e de confusa vocação religiosa.

Entre as demais...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$0,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Eloésio Paulo

Eloésio Paulo nasceu em Areado, Minas Gerais. Doutorou-se em Letras pela Unicamp em 2004. Publicou Literatura e ideologia em dois romances dos anos 1970 (2014), Os 10 pecados de Paulo Coelho (2007) e Teatro às escuras (1997), além dos livros de poemas Primeiras palavras do mamute degelado (1990), Cogumelos do mais ou menos (2005), Inferno de bolso etc. (2007), Jornal para eremitas (2012) e Homo hereticus (2013). Foi resenhista de O Estado de São Paulo, Jornal da Tarde e O Globo. Pela editora Dubolsinho, publicou em 2010 Parque de impressões, poemas para crianças. No site da revista Pessoa, Eloésio publica resenhas de romances dos séculos XIX e XX, que integrarão seu próximo livro, o Pequeno guia do romance brasileiro.




Artigos Relacionados


Ópera dos mortos

  O estilo um tanto artificioso, a destoar de certas imperícias gramaticais, parece evidenciar dois fatos. Primeiro, que foi, &agr ...

O Coruja

A que vem, lá pela metade do último terço da narrativa, aquela referência à luta de Branca contra a “best ...

Viva o povo brasileiro

  Uma assimetria de base sustenta o monumental Viva o povo brasileiro (1984), com que João Ubaldo Ribeiro coroou a experiênc ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2017 REVISTAPESSOA.COM