Imagem 1488402141.jpg

A canga é um portento



2017-01-26

A canga, meus amigos, meus inimigos, é um portento. No Brasil, o retângulo de pano faz mágica: é tapete na areia, toalha na saída da água, travesseiro aos sonolentos de sol, turbante, saiote ou calça, capa para cobrir o torso murcho dos homens tímidos ou cachecol de aviador ao vento, para os exibidos. A canga pode ser quase tudo. Eis aí uma heroína civilizadora do Antropoceno: é o menos que se multiplica em muito mais.

Não sei se existe um livro que conte a história da canga, nunca encontrei. Parece que ela veio dos Grandes Lagos Africanos, e lá ainda é muito utilizada, por mulheres e homens. A própria palavra retraça sua origem: "canga" vem do velho bantu "ku-kanga", "envolver". É uma vestimenta tão antiga que existe no raro plano temporal do sempre. Em outra versão, a canga teria sido inspirada nos lenços dos exploradores portugueses e virado febre no século XIX. Segundo essa hipótese, o vocábulo "canga" viria do nome...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Victor Heringer

O poeta, cronista e ficcionista Victor Heringer  nasceu no Rio de Janeiro em 1988 e faleceu em 2018. Publicou Glória (7Letras, 2012, Prêmio Jabuti), O escritor Victor Heringer (7Letras, 2015), Lígia (e-galáxia, 2014), entre outros. Colaborou para a revista Pessoa entre 2013 e 2017.




Sugestão de Leitura


América do Sul em chamas

Eu estava num ônibus a caminho de La Paz, no que me parecia ser o meio da estrada, quando vimos os primeiros automóveis dando meia-v ...

Carta para Violeta

Doña Violeta, señora quantas vezes não chorei em seus braços despejado em seu colo como no colo de minha m&atil ...

Impressões do Peru

1. Quando eu era menino, queria viver num hipermercado, desses que vendem de iogurte a pneus. Fui crescendo e subindo na pirâmide de necess ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM