Imagem 6222D2852016082750Ec2AA.jpg

Buraco de tatu



2016-05-28

Dos buracos de tatu à literatura, à música, à filosofia, só a inutilidade e a gratuidade dos  gestos excessivos e da linguagem generosa podem nos ajudar a reencontrar o outro

Em viagem recente à Amazônia, saímos para desbravar um pedaço quase virgem da floresta, orientados por um guia local. O grupo consistia majoritariamente de paulistanos, estrangeiros àquele lugar, quase todos curiosos e atentos a tudo o que o guia mostrava: a madeira de onde se extrai um perfume famoso, como fazer fogo com pedras, uma planta que serve para curar malária, outra que ajuda nas dores de cabeça, uma árvore de onde sai uma seiva semelhante à goma de mascar e com a qual as crianças brincam, deixando ali uma cuia onde a goma escorre, formando um caldo elástico e...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Noemi Jaffe

Noemi Jaffe nasceu em São Paulo, em 1962. Publicou Írisz: as orquídeas (2015), A Verdadeira História do Alfabeto (2012), vencedor do Prêmio Brasília  de Literatura, O que os cegos estão sonhando (2012), Quando nada está acontecendo (2011), dentre outros. É doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo e crítica literária do jornal Folha de São Paulo desde 2006.




Sugestão de Leitura


Das coisas que lembro sobre meu pai

- ele sempre perguntava, para os amigos que chegavam em casa: "O que você acha da conjuntura política e econômica internacional?"- ele tinha v ...

Golpes

Um dos maiores aprendizados para as pessoas que pesquisam a memória do holocausto, como eu fiz e faço, é a dificuldade em representar o testemu ...

Para inveja: potinhos

Potinhos. Só aprendi a dar importância a eles depois de uma estada de duas horas, entre a 1 e as 3 da manhã, em Esalem, um centro de vivências ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM