Imagem 030C32212016105124kJ90a.jpg

O nó e a freada



2016-01-22

Você lê um romance, um conto, uma crônica e se espanta levemente com uma cena. Por exemplo, um homem está prestes a ser executado. No caminho para o pelotão de fuzilamento, ele para um segundo e afrouxa o nó da faixa que cobre seus olhos.

No conto "Laços de Família", de Clarice Lispector, uma mãe e uma filha estão num táxi, indo na direção da estação ferroviária, onde a mãe vai pegar um trem para voltar para casa. No caminho, o táxi freia, as duas são projetadas para a frente e, nisso, se encostam. A mãe diz algo como "Minhas malas!", um pouco para se defender do abraço forçado, já que as duas mal se tocavam havia muitos anos.

Os teóricos costumam chamar esse momento de "epifania", um recurso que rebaixou a revelação da visão do corpo de Cristo - a epifania, no cristianismo -...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Noemi Jaffe

Noemi Jaffe nasceu em São Paulo, em 1962. Publicou Írisz: as orquídeas (2015), A Verdadeira História do Alfabeto (2012), vencedor do Prêmio Brasília  de Literatura, O que os cegos estão sonhando (2012), Quando nada está acontecendo (2011), dentre outros. É doutora em Literatura Brasileira pela Universidade de São Paulo e crítica literária do jornal Folha de São Paulo desde 2006.




Sugestão de Leitura


Das coisas que lembro sobre meu pai

- ele sempre perguntava, para os amigos que chegavam em casa: "O que você acha da conjuntura política e econômica internacional?"- ele tinha v ...

Golpes

Um dos maiores aprendizados para as pessoas que pesquisam a memória do holocausto, como eu fiz e faço, é a dificuldade em representar o testemu ...

Para inveja: potinhos

Potinhos. Só aprendi a dar importância a eles depois de uma estada de duas horas, entre a 1 e as 3 da manhã, em Esalem, um centro de vivências ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM