Imagem

Mia Couto vence prêmio Eduardo Lourenço



2011-10-08

O galardão, instituído em 2004, visa distinguir personalidades ou instituições, portuguesas ou espanholas, com intervenção importante na cultura ibérica.

Este ano e pela primeira vez, a distinção sai da Ibéria e é atribuída a Mia Couto, que nasceu e vive em Moçambique, sendo reconhecido pela divulgação da língua portuguesa.

João Gabriel Silva, reitor da Universidade de Coimbra e membro do júri, afirmou que o escritor “alargou os horizontes da língua portuguesa e da cultura ibérica” e a atribuição foi escolhida por “unanimidade e aclamação” entre 15 concorrentes.

Mia Couto, autor do célebre Terra sonâmbula, já foi premiado com o Prêmio Vergílio Ferreira (1999) e o Prêmio União Latina de Literaturas Românicas (2007).



Revista Pessoa
 



Sugestão de Leitura


Livro premiado em Portugal será publicado pela Todavia no Brasil

Romance de estreia de Itamar Viera Junior, Torto arado venceu o Prêmio Leya 2018 por unanimidade. O júri, presidido pelo e ...

Inscrições abertas para o Prêmio Leya de Literatura 2019

A edição de 2019 do Prêmio Leya receberá inscrições até o dia 30 de abril. O concurso internacion ...

Poesia liga Belo Horizonte ao Porto

A revista DiVersos, que publica poesia e tradução desde 1996 no Porto, em Portugal, dedica uma edição especial ao &ld ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM