Imagem qa8281722016190446S87GK.jpg

Capitães da areia



2013-03-13

A obra de Jorge Amado é cheia de altos e baixos. Capitães da areia (1938), mesmo representando os altos, ainda assim é um livro fraco. O estofo humano da ficção é de boa qualidade, a narrativa espontânea torna o romance atraente, mas quase sempre está faltando ou sobrando algo. A linguagem é muitas vezes prolixa, e na contramão falta um mínimo de rigor na estruturação das personagens e do próprio enredo.

Para começar, o escritor que se definia como “baiano romântico e sensual” integrou uma tendência de diretriz realista. Tal contradição acaba tornando o livro um tanto frouxo; ao mesmo tempo que visa à crítica social, Amado atola no maniqueísmo de opor absolutamente ricos a pobres, visão simplista que pode ter um dia funcionado na propaganda comunista, mas resulta no livro em em clichês de extração paradoxalmente burguesa.

O romance pretende exaltar a população negra e mestiça da Bahia, mas o par romântico realçado se compõe de um rapazola louro e de...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com





Sugestão de Leitura


Hospício é Deus

  Há consensos elementares dos quais o louco não logra participar. Nem ele nem os escritores que penetram de fato no absurd ...

O professor Jeremias

O desfecho que leva à risada filosófica já é um belo saldo. A cena final de O professor Jeremias (1920), protagonizad ...

Jorge, um brasileiro

Pense num Riobaldo caminhoneiro. Agora, pense num Riobaldo que não tenha grandes coisas a dizer: sem metafísica, sem experiên ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM