Imagem ciranda-de-pedra-209x300.jpg

Ciranda de Pedra



2013-05-17

“Os semideuses eram apenas cinco criaturas dolorosamente humanas.” A frase resume a segunda parte de Ciranda de Pedra (1954), o primeiro romance de Lygia Fagundes Telles, uma das mais importantes ficcionistas brasileiras, que em 1944 havia estreado como contista. Nessa segunda parte do livro, a Virgínia em torno de cuja consciência gravita o enredo chega a flertar com o suicídio, e a história termina à beira de um rio, o mesmo cenário da morte de Virginia Woolf. Talvez coincidência, não se considerando que a mãe da protagonista fora, como Woolf, louca.

Virgínia herdara a fisionomia daquele médico a quem chamava “tio” e que se havia encarregado da transtornada Laura, talvez tendo-lhe – pouco antes de varar a própria cabeça com uma bala – abreviado a morte para não vê-la outra vez no hospício. Tal episódio trágico preludia a desventura existencial da filha de ambos.

As primeiras páginas do romance exibem uma habilidosa construção das personagens principais por meio de diálogos. Aos poucos...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA



  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição

MICROPAGAMENTO

R$1,99

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.

ASSINATURA

DESDE R$12,90

PARA TODO O CONTEÚDO DA REVISTA





  1. - Prioridade na participação de eventos organizados
  2. - Descontos em títulos lançados pela Pessoa
  3. - Envio de newsletter com os destaques da edição
  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com





Sugestão de Leitura


Hospício é Deus

  Há consensos elementares dos quais o louco não logra participar. Nem ele nem os escritores que penetram de fato no absurd ...

O professor Jeremias

O desfecho que leva à risada filosófica já é um belo saldo. A cena final de O professor Jeremias (1920), protagonizad ...

Jorge, um brasileiro

Pense num Riobaldo caminhoneiro. Agora, pense num Riobaldo que não tenha grandes coisas a dizer: sem metafísica, sem experiên ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2019 REVISTAPESSOA.COM