Imagem Bruno-Brum.jpg

Uma simples pergunta à queima-roupa



2014-04-11

Convidamos o poeta e tradutor Bruno Brum para responder em poucas palavras qual poema para ele é um monumento, um rio e um mar. Brum nasceu em Belo Horizonte e publicou os livros Mínima idéia (2004), Cada (2007) e Mastodontes na sala de espera (2011, Prêmio Governo de Minas Gerais de Literatura 2010). Traduziu poemas de Jerome Rothenberg, John Ashbery, Vicente Huidobro, Roberto Bolaño e Leopoldo María Panero.

Abaixo seguem a justificativa de Brum e o poema escolhido.

O poema-minuto de Oswald de Andrade é um marco de radicalidade em nossas letras, o anti-monumento por excelência. Publicado há quase 90 anos, significou...

Continuar lendo

AINDA NÃO TEM PLANO? SELECIONE:

MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


MICROPAGAMENTO

R$ 6.80

ou

€ 1,10

APENAS ESTE ARTIGO

  1. Você pode acessar apenas o artigo que pretender ler. Faça um micropagamento para baixa-lo. É facil.

  2. A compra avulsa de um artigo não dá acesso ao conteúdo integral da revista.


  1. As assinaturas e os micropagamentos são necessários para manter a Revista Pessoa

  2. Precisa de ajuda ou mais informação?
  3. Entre em contato:
  4. revistapessoa@revistapessoa.com


Carlos Henrique Schroeder

É autor de Ensaio do vazio (7Letras, 2007), adaptado para os quadrinhos; da coletânea de contos As certezas e as palavras (Editora da Casa, 2010), vencedora do Prêmio Clarice Lispector, da Fundação Biblioteca Nacional, e do romance As fantasias eletivas (Record, 2014), em adaptação cinematográfica e lançado na Espanha pela Maresia Libros. Este livro também foi leitura indicada nos vestibulares UFSC, UDESC e Acafe nos anos de 2016 e 2017. Publicou também História da chuva (Record, 2015), obra contemplada pela bolsa Petrobras Cultural. Em 2020 lançou Aranhas (Record), com narrativas breves inspiradas em espécies de aranhas. Tem contos traduzidos para o inglês, alemão, espanhol e islandês. 

 




Sugestão de Leitura


Uma simples pergunta à queima-roupa

Convidamos o poeta, músico e editor Ricardo Silvestrin para responder em poucas palavras qual poema para ele é um monumento, um rio ...

Uma simples pergunta a queima-roupa

Convidamos a poeta, tradutora, ensaísta e professora universitária Lucila Nogueira para responder em poucas palavras qual poema para ela é um mon ...

Uma simples pergunta à queima-roupa

Convidamos o poeta, tradutor e fotógrafo Ricardo Pozzo, para responder em poucas palavras qual poema para ele é um monumento, um ri ...
Desenvolvido por:
© Copyright 2022 REVISTAPESSOA.COM